Seguidores

Pesquisar assuntos, temas ou postagens

Carregando...

sexta-feira, 19 de julho de 2013

SEM PARÁGRAFOS, SEM PÉ NEM CABEÇA

Por Alberto Couto Filho

Amigos, Amigas
O Botafogo, infelizmente perdeu para o Grêmio, tempo em que a Dilma presidenta dizimista (ou “Teia Dizimadora”?) buscava e busca dizimar com os indígenas brasileiros, enquanto o Feliciano consagrava à pastora aquela moça que matou os seus pais (dela, claro) e recebeu, como prêmio, uma boquinha na Comissão de Seguridade Social e Família (não é pra rir) para mostrar à Barbara Evans que ela pode posar nua, peladona, segundo a vontade de Deus (segundo ela) e da sua pudica genitora (dela, é claro), alheia às caretas, esgares e momices do Thales que, às vezes ou...quase sempre, somatiza reações procedentes (quem sabe?}, de uma crônica indisposição gastrointestinal geradora de uma dolorosa prisão de ventre resultante da má digestão, possivelmente quando criança, de algo originariamente “estragado” e mal cheiroso como a carne do FRI-BOI do Lulinha (V.Toni Ramos) filho do Lula, aquele “desdedado” que não sabia de nada e, como de praxe,  não deve saber nem o nome da capital do Maranhão, berço da intelectualidade brasileira; berço do Sarney criador/armador daqueles votos secretos no Congresso, ali mesmo  naquele mundinho dos congressistas/ruralistas endinheirados, onde jaz na marra o maligno; o capeta que vive em derredor de quem ainda vê novelas da Globo, bebe cerveja e não sabe: o “porquê” de Jesus ter transformado água em vinho apenas para os “manguaças” da época, conforme dito em vídeo por aquele ricaço bispo apontado pela Forbes como o “degas“ dos megangster-evangelistas; que ELE está prestes a voltar, o que não mais irá ocorrer com aquele finório aldrabão Mike Murdock (admite o Silas) dos embusteiros tantos, quanto o próprio Renan Calheiros (rimou) para não ver que Cristo também se preocupa com o Paquistão, com a Rocinha, com a PEC 122, com o xilindró para os mensaleiros, com as manifestações, enquanto misericordioso conosco, pobres e politicamente lesados brasileiros. E ai está – sem parágrafos, sem pé nem cabeça, a proximidade do fim, quando então o seu Francisco perdoará os pecados de todo o mundo – indulgência?!?! Só pode ser brincadeira!!! Bem feito! 
Quem mandou o povo escolher Barrabás?

Entenderam? Nâo? Nem eu.
Divertindo-me, às “pampas”.


Alberto Couto Filho

Veja quem nos visitou recentemente